Foto: Pedro Ribas/SMCS
Terrazza Panorâmico

A prefeitura divulgou nesta segunda-feira (16) o relatório da perícia realizada nas obras da Linha Verde Norte. Uma comissão formada por engenheiros da Secretaria Municipal de Obras Públicas e do Consórcio Falcão Bauer e ICR, especializado em certificação de sistemas de gestão e avaliação de conformidade com base nas normas técnicas, concluiu na última sexta-feira (13) o relatório da situação dos serviços no momento da paralisação do Lote 4.1 da Linha Verde.

Este lote é o trecho final da Linha Verde, entre as estações Solar e Atuba e foi licitado em agosto do ano passado. A ordem de serviço foi assinada em novembro, mas o contrato entre a prefeitura e a construtora foi rescindido em agosto de 2019.

A previsão de conclusão da obra é o final de 2020, mas o relatório da vistoria aponta que apenas 4,16% da obra foi feita até o momento.  De acordo com a prefeitura, a planilha do saldo remanescente foi encaminhada ao segundo colocado no processo licitatório deste trecho, que deve analisar e se pronunciar se aceita ou não assumir a obra.

Em nota, a empresa Terpasul, que ganhou a licitação, informou que os projetos são de responsabilidade da prefeitura e que enquanto não forem corrigidos por aditivos contratuais a execução dos lotes se torna impraticável. A nota informa ainda que ainda em 2017, antes da licitação, o Tribunal de Contas da União já havia comunicado falhas no projeto e que a rescisão foi feita de forma unilateral pela prefeitura.