Foto: Levy Ferreira/SMCS

Fechada desde novembro do ano passado para reformas, a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Pinheirinho será reaberta nesta terça-feira (12) para atendimento de urgências e emergências.

Inicialmente, o fechamento e a reforma seriam para que no local funcionasse uma unidade especializada em emergências psiquiátricas, mas, após reclamações dos moradores e de vereadores da Comissão de Saúde, Bem-Estar Social e Esporte da Câmara Municipal de Curitiba, o prefeito Rafael Greca voltou atrás e manteve o atendimento da UPA.

Na época, a secretária municipal de Saúde de Curitiba, Marcia Huçulak, apontou que a escolha para a unidade psiquiátrica era a diminuição no número de atendimentos na UPA, após a abertura da UPA Tatuquara e reabertura da unidade CIC.

Ela também frisou que 60% dos usuários da UPA Pinheirinho são moradores de outras regiões da cidade ou da Região Metropolitana de Curitiba.

A unidade, que ficaria fechada por um mês, ficou inoperante por mais de três meses. Na época, Greca utilizou as redes sociais para informar que uma revisão completa levou a Secretaria Municipal de Saúde a decidir não só pela mudança nas instalações elétricas e hidráulicas, mas também pela troca do telhado da UPA, o que faria que a reabertura ficasse para fevereiro deste ano.

A reabertura da UPA Pinheirinho nesta terça-feira (12) acontece na programação de comemorações dos 326 anos de Curitiba, completado no dia 29 de março.

Repórter William Bittar