Aposentados podem bloquear ligações com oferta de empréstimo

Aposentados podem bloquear ligações com oferta de empréstimo
Foto: EBC

Você já pensou em receber 20, 30, quase 40 ligações por dia? Chamadas às 8 horas da manhã, após às 18 horas, não tem hora. Essa é a rotina de Elias Augustinho desde que se aposentou há cerca de um mês. Quase sempre, no outro lado da linha está algum representante de uma instituição financeira oferecendo empréstimo consignado.

Segundo o Procon-PR, qualquer pessoa que se sentir importunada por ligações de telemarketing tem a opção de se cadastrar no site do órgão para solicitar que o contato não seja mais feito.

Além disso, desde janeiro, aposentados e pensionistas que não quiserem mais receber as ofertas de crédito consignado podem se cadastrar no serviço “Não Me Perturbe” dos bancos. Conforme a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), 23 instituições financeiras estão na lista.

Claudia Silvano, diretora do Procon-PR, explica que o bloqueio passa a valer 30 dias após a solicitação.

Mas, se a ligação não parar, Claudia Silvano diz que é possível buscar a Justiça.

Outra pergunta feita é como os dados foram parar com a instituição financeira? Desde o mês de setembro, está em vigor no Brasil a Lei Geral de Proteção de Dados, que impossibilita o compartilhamento e a comercialização de dados pessoais dos clientes entre as empresas.

Embora exista a regra, como é uma legislação recente, a advogada Melissa Piloto, especialista no assunto, acredita que muitos dados já foram compartilhados.

Quem deseja solicitar o cancelamento de ligações de telemarketing pode acionar o Procon-PR ou então o site nãomepertube.com.br.

Repórter Francielly Azevedo