Para o jogo do Athletico diante do Jorge Wilstermann, da Bolívia, quinta-feira (14), às 21h, pela Copa Libertadores da América o preço dos ingressos é acima do habitual na Arena da Baixada: R$ 200, o valor integral; R$ 100, a meia-entrada. É o dobro do que foi cobrado em 2018 na decisão da Copa Sul-Americana, da qual o rubro-negro foi campeão, em dezembro: R$ 100 e R$ 50.

O clube não esconde que, por trás deste aumento, há a tentativa de transformar torcedores em associados. A mensalidade mais barata custa R$ 90, mas exige uma fidelidade mínima de seis meses (R$ 450). A ideia é diminuir o número dos que pagam durante um  ou dois meses, veem os jogos mais atraentes e, depois, descartam o plano.

O número destes sócios “ocasionais” não é baixo. O banco de dados atleticano tem mais de 100 mil CPFs que estiveram no cadastro de sócios por menos de três meses. Hoje, o rubro-negro tem cerca de 25 mil associados.

O jogo desta quinta-feira, na Arena da baixada, não entra na programação dos canais de televisão que acompanham a Libertadores (Globo, Fox Sports, Sportv). As imagens serão exclusivas so Facebook, plataforma que exibiu na quinta-feira passada (7) a vitória do Cruzeiro sobre o Huracán, por 1 a 0, em Buenos Aires.

(Ayrton Baptista Junior)