Terrazza Panorâmico

A goleada sobre o Shonan Bellmare, por 4 a 0, não foi o único destaque do Athletico nesta quarta-feira (7). Depois da partida disputada em Hiratsuka, cidade japonesa, o clube anunciou o fim da restrição às torcidas de times adversários na Arena da Baixada. Assim, o tradicional espaço de 10% aos visitantes volta a ser regra na sede rubro-negra, como é em todos os estádios do país.

Adotado desde maio do ano passado, com apoio do Ministério Público do Paraná, o sistema de torcida única (que o Athletico chamou de torcida humana), não permitia na arquibancada a entrada de camisas de outros times. As exceções só aconteciam nas competições da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol): Copa Libertadores da América, Copa Sul-Americana e Recopa Sul-Americana.

Uma das causas da mudança de postura atleticana, segundo a nota oficial divulgada nesta quarta, foi esta exigência da Conmebol, contrária à torcida única. Outro motivo foi um acordo com a torcida organizada Os Fanáticos, que esteve ausente de alguns jogos do Athletico fora de casa porque outros clubes adotaram a mesma norma em relação ao rubro-negro (algo como “se a minha torcida não entra lá, a deles não entra aqui”).

Na mesma nota, porém, o Athletico defendeu o sistema que durou quinze meses foi positivo e citou dados comparativos, fornecidos pelo Ministério Público.

Conflitos de torcedores no estádio

Maio/dezembro 2017… 28

Maio/dezembro 2018… 20

Número de policiais por jogo

Maio/dezembro 2017… 170

Maio/dezembro 2018… 151

Atos de violência contra o patrimônio público (terminais e tubos de ônibus)

Maio/dezembro 2017… 132

Maio/dezembro 2018… 109