Uma triste estatística preocupa o torcedor do Athletico neste final de mês: os gols sofridos depois dos 40 minutos do segundo tempo. Este incômodo aconteceu cinco vezes em maio, sendo duas na derrota para o Flamengo, por 3 a 2, domingo (26), no Maracanã. O rubro-negro carioca empatou com dois gols de cabeça: o do atacante Bruno Henrique aos 44 e o do zagueiro Rodrigo aos 50.

Os jogos anteriores desta conta foram diante de Chapecoense (1 a 1, aos 44 minutos do segundo tempo, em Chapecó), Boca Juniors (2 a 1, aos 50, em Buenos Aires) e Corinthians (2 a 0, aos 41, na Arena da Baixada).

Ao perder para o Flamengo, o Athletico caiu um degrau na classificação do Campeonato Brasileiro. O time do técnico Tiago Nunes está em 11º lugar, com sete pontos. O próximo adversário na competição nacional é o Fluminense, domingo (2), ás 16h, na Arena da Baixada.

Nesta terça-feira (28), o rubro-negro paranaense viaja para enfrentar o River Plate, quinta (30), às 21h30, na decisão da Recopa Sul-Americana. O Athletico tem a vantagem do empate para ser campeão porque ganhou o primeiro confronto, por 1 a 0, na Arena.

(Ayrton Baptista Junior)