Foto: CA River Plate
Terrazza Panorâmico

Na decisão da Recopa Sul-Americana, o Athletico perdeu para o River Plate, por 3 a 0, repetindo um incômoda rotina: a de sofrer gol no final. No jogo desta quinta-feira (30), no estádio Monumental de Núñez,em Buenos Aires, o time argentino vencia por 1 a 0 até os 44 minutos do segundo tempo, placar que levaria a disputa para uma prorrogação de 30 minutos porque seria a inversão do resultado do primeiro confronto: Athetico 1 a 0, dia 22, na Arena da Baixada.

Os três gols desta noite aconteceram na etapa final, período de total domínio da equipe local. Aos 18 minutos, Ignacio Fernández cobrou pênalti, o goleiro Santos espalmou, a bola bateu na trava e o mesmo jogador (Fernandez) aproveitou o rebote: 1 a 0. Após falhas da defesa atleticana, Lucas Pratto ampliou aos 45 e Matias Suárez fechou a conta aos 49.

Em maio, o Athletico disputou nove partidas e sofreu sete gols depois dos 40 minutos do segundo tempo: um de Chapecoense, Boca Juniors e Corinthians e dois de Flamengo e River Plate. A próxima tentativa de mudar este índice será no domingo (2), diante do Fluminense, às 16h, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Brasileiro.

Campeão da Recopa pela terceira vez, o River Plate recebe US$ 1,25 milhão (cerca de R$ 5 milhões) da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Já o Athletico. vice, tem direito a US$ 750 mil (R$ 3 milhões).

(Ayrton Baptista Junior)