Foto: perfil de Sergio Vida no Facebook.
Terrazza Panorâmico

O curitibano Sergio Adriano Vida conquistou nesta segunda-feira (26) mais uma medalha no torneio de tiro esportivo dos Jogos Parapan-Americanos, em Lima. Desta vez, foi a de prata em uma prova com alvo à 10 metros dos atiradores. Domingo, este capitão reformado do Exército ganhou a de bronze, à 50 metros de distância.

Sergio, que comemorou 44 anos de idade na semana passada, é paraplégico há 23. O interesse pelo esporte veio antes do acidente automobilístico, que o vitimou em 1988. Ele já competia como atirador.

O feito de Sergio neste Parapan (ir duas vezes ao pódio), foi repetido por duas atletas de Maringá: a nadadora Beatriz Borges Carneiro ganhou prata em uma disputa de 100 metros e bronze em uma de 200 metros; no atletismo, Lorena Salvatini Spoladore, deficiente visual, foi a terceira colocada (bronze) nos 100 e nos 200 metros.

JOGOS PARAPAN-AMERICANOS 2019

de 22 de agosto a 1º de setembro, em Lima

  • OURO

NATAÇÃO

Débora Borges Carneiro (Maringá), na prova de 100 metros peito S14 (atletas com deficiência intelectual)

  • PRATA

NATAÇÃO

Beatriz Borges Carneiro (Maringá), na prova de 100 metros peito S14 (atletas com deficiência intelectual)

TIRO ESPORTIVO

Sergio Adriano Vida (Curitiba): Pistola de ar 10 metros na classe SH1 (atiradores de pistola e de carabina que não precisam de suporte para a arma)

  • BRONZE

ATLETISMO

Lorena Salvatini Spoladore  (Maringá): 100 metros e 200 metros femininos T11 (atletas totalmente cegos). Duas medalhas.

NATAÇÃO

Beatriz Borges Carneiro (Maringá), na prova de 200 metros livre S14 (atletas com deficiência intelectual)

Tisbe de Souza Andrada Silva (Curitiba): 50 metros costas S5 (atletas com amputações e lesões medulares de menor gravidade)

TÊNIS DE MESA

Eziquiel Babes (Guarapuava): classe 4 (cadeirantes)

Welder Knaf (Guarapuava): classe 3 (cadeirantes)

Os cadeirantes são divididos entre as classes 1 (competidores de maior deficiência física e motora) e 5 (menor deficiência).

TIRO ESPORTIVO

Sergio Adriano Vida (Curitiba): Pistola livre 50 metros na classe SH1 (atiradores de pistola e de carabina que não precisam de suporte para a arma)

*****

Ayrton Baptista Junior, com informações do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).