Pablo comemora o gol no empate com o Junior, em Barranquilla. Foto: Conmebol.

No empate com o Junior, da Colômbia, por 1 a 1, quarta-feira (5) em Barranquilla, o Atlético Paranaense completou oito jogos consecutivos sem derrota. Nesta série, cinco partidas foram disputadas fora da Arena da Baixada, sendo duas pela Copa Sul-Americana (esta e o 2 a 0 contra o Fluminense, no Maracanã) e três pelo Campeonato Brasileiro (2 a 1 sobre Vitória e Flamengo e o empate com o Vasco, por 1 a 1). Este retrospecto indica que o time perdeu o “medo” de atuar como visitante.

Na Sul-Americana, este temor não existia. Afinal, em seis viagens, o Atlético ganhou quatro vezes (Peñarol, Caracas, Bahia e Fluminense), empatou uma e perdeu apenas para o Newell’s Old Boys (2 a 1, na Argentina). Porém, no Brasileiro, o time demorou 18 rodadas para ganhar a primeira como visitante. O tabu foi quebrado diante do Vitória, em Salvador. Na Copa do Brasil, onde o rubro-negro foi eliminado nas oitavas-de-final, só empates longe da Arena (Caxias, Ceará, São Paulo e Cruzeiro).

Em Barranquilla, o atacante Pablo fez o gol do Atlético aos cinco minutos do segundo tempo. Três minutos depois, Yoni González, também atacante, empatou para o Junior, que perdeu um pênalti. O chute do zagueiro Perez bateu no travessão.

A Copa Sul-Americana será decidida na próxima quarta-feira (12), na Arena da Baixada. Nenhum dos times tem vantagem. O vencedor leva a taça no tempo normal ou na prorrogação ou nos pênaltis.

Ayrton Baptista Junior