Foto: Prefeitura de Curitiba
Terrazza Panorâmico

O plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) será palco, na próxima segunda-feira (2) de uma discussão sobre o manejo de araucárias no Paraná. O encontro foi proposto pelo deputado Emerson Bacil (PSL) autor do projeto de lei que estabelece regras de proteção, manejo sustentável e instrumentos de compensação pela preservação da Mata das Araucárias no Paraná.

O debate contará com a participação de representantes da Secretaria de Estado da Agricultura, Ministério Público, IBAMA, IAP, IPARDES, EMBRAPA, Emater e Adapar, além de pessoas interessadas, como agricultores que têm florestas em suas propriedades.

Segundo Bacil, a audiência servirá para levantar a discussão sobre o manejo da araucária. De acordo com o parlamentar a lei como está é um dos principais vetores para a extinção da araucária. Para ele é preciso discutir com todos os paranaenses e achar uma forma que as florestas possam não diminuir, mas aumentar e que as florestas deem sustento para tantas famílias que moram no interior do estado.

A proposta que estabelece regras para o manejo sustentável de araucárias no Paraná, apresentada pelo deputado Bacil, foi apresentado em julho deste ano e aguarda pareceres das Comissões temáticas da Assembleia.

A proposta adota algumas definições sobre as derivações do nome do “pinheiro do paraná”, bem como sobre o povoamento natural ou plantado, reserva legal e mata de araucárias.

O texto do projeto define ainda como os proprietários rurais que plantarem o pinheiro em área sem restrição legal poderão registrar os plantios garantindo seu aproveitamento oportuno; o incentivo para a formação de cooperativas de agricultores para a utilização sustentável; e a compensação financeira para as propriedades rurais que mantiverem espécimes ou pinheirais imunes de corte, devidamente averbados nessa condição, e mantiverem as Matas de Araucárias.

A audiência pública para discussão do manejo da araucária acontece no plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná a partir das 9 horas da manhã.

Repórter Vanessa Fernandes