Foto: Reprodução / Bancários de Curitiba

Bancários de todo o país apresentaram uma reivindicação para a Federação Nacional dos Bancos com o objetivo de aumentar a segurança nas agências. Os trabalhadores querem a permanência da equipe de vigilância nas unidades que foram alvos de explosões, situação que se tornou bastante comum.

Segundo Genésio Cardoso, secretário de imprensa do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, os profissionais seguem trabalhando na agência, mesmo em período de reforma após a explosão, e ficam mais expostos sem a mesma quantidade de vigilantes.

O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Curitiba e Região, João Soares, confirma a redução na quantidade de profissionais nas agências que passaram por explosões e precisam de reforma ou adequação.

Genésio Cardoso, do Sindicato dos Bancários, explica ainda que os trabalhadores sentem a diferença na segurança e temem pelos riscos que podem correr, mesmo com as câmeras do sistema de monitoramento e o cofre vazio.

A reivindicação está sendo analisada pela federação nacional dos bancos, que deve dar uma resposta aos trabalhadores no dia 12 de maio, em uma reunião já marcada com a categoria.

Repórter Joyce Carvalho

Deixe uma mensagem