Foto: Divulgação/SECOMSP

A chegada do fim do ano é marcada pelas comemorações que em geral tem som alto e fogos de artifício. Para maioria das pessoas uma forma de celebrar o início de um novo ano, mas para outros de preocupação com os animais de estimação devido aos altos ruídos.

Cães e gatos por exemplo tem uma audição quatro vezes maior do que a dos seres humanos, e esse é só um dos fatores que levam os animais a terem problemas com os sons mais altos, como explica o veterinário Adolfo Sasaki.

As consequências dos altos ruídos para os animais podem ir desde o estresse, fugas e até mesmo paradas cardiorrespiratórias. O veterinário Adolfo Sasaki dá algumas dicas de medicamentos naturais para tranquilizar os pets na hora dos fogos.

Além dos medicamentos há outras formas de tranquilizar os animais de estimação dentro de casa, como conta Sasaki.

O veterinário alerta ainda que os cuidados devem ser redobrados com animais idosos ou cardiopatas. Outro alerta importante é nunca prender o animal com correntes, pois este ato em vez de proteger pode causar ferimentos com a agitação motivada pelo barulho.

Repórter Vanessa Fernandes