Foto: Lucilia Guimarães/SMCS
Terrazza Panorâmico

O Belvedere de Curitiba, construído entre 1912 e 1915 e que passa por obras de recuperação após um incêndio no final de 2017, guarda um achado arqueológico. Trata-se de uma ossada humana que foi encontrada durante escavação realizada antes da instalação de um elevador de acessibilidade. O superintendente de obras e serviços da Prefeitura, Reinaldo Pilotto, contou para a CBN Curitiba como foi.

O prefeito Rafael Greca esteve no local e, segundo Reinaldo Pilotto, ele compartilhou a própria suposição sobre de quem poderia ser a ossada encontrada. 

A ossada ainda não foi retirada completamente. Quando o serviço for concluído, a ossada será levada para o Museu Paranaense.

Ainda de acordo com o superintendente de obras e serviços, a recuperação do Belvedere deve ser concluída até o fim de outubro. O Belvedere fica na Praça João Cândido, no São Francisco.

Ouça a íntegra da entrevista: