bicicletas-e-patinetes-yellow-grow-curitiba
Foto: Reprodução/Instagram
Terrazza Panorâmico

Pelo jeito, as bicicletas e patinetes elétricos compartilhados caíram no gosto popular do curitibano e já fazem parte do cenário do trânsito na cidade.

Depois de um começo um pouco turbulento, parece que a aceitação desses dois meios de transporte aumentou ao ponto de serem considerados mais uma alternativa para melhorar o fluxo de veículos pela cidade.

Segundo a empresa Grow, responsável pelas marcas Grin e Yellow, as sextas-feiras são os dias da semana em que a procura por bicicletas e patinetes compartilhados em Curitiba é maior, enquanto segundas e quartas são os dias de menor volume.

O especialista em trânsito, Celso Mariano, ressalta que o levantamento pode ajudar a traçar políticas públicas que auxiliem o trânsito e o fluxo de veículos pela cidade.

De acordo com o levantamento, nos finais de semana há um fluxo grande de viagens de bicicletas nas regiões dos parques da cidade, como o Parque Barigui e o Bosque Estadual Papa João Paulo II.

Além desses, os shoppings também registram grande fluxo aos finais de semana, principalmente o Shopping Mueller e Shopping Estação.

Já durante a semana, além destes pontos, há uma forte circulação na Rua XV de Novembro, próximo à Estação Tubo Central, o que pode indicar o uso do modal com o intuito de deslocamento ao trabalho, integrado ao transporte coletivo.

Celso Mariano também acredita que ainda é preciso uma educação maior por parte de todos os agentes de trânsito para que a modalidade continue funcionando.

Segundo o levantamento realizado pela Grow, em sete meses de serviço na capital paranaense, os usuários percorreram, em média, 160 mil quilômetros por mês, o equivalente a quatro voltas na Terra.

Repórter William Bittar