A 25ª edição da Marcha para Jesus, que aconteceu durante todo o sábado (18), em Curitiba, levantou a bandeira contra a exploração infantil. Isso porque 18 de maio é o Dia Nacional do Combate ao Abuso de Crianças e Adolescentes.

O Movimento #tôdoladodacriança propõe união entre população, sociedade civil organizada e membros dos três Poderes para estabelecimento definitivo do Cadastro Integrado de Informações sobre Pedófilos em âmbitos municipal, estadual e nacional.

A iniciativa é do bispo e Presidente da Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS), Thiago Ferro.

A proposta é criar um mapa nacional que identifique indivíduos envolvidos em crimes sexuais contra crianças e adolescentes.  A iniciativa foi apresentada ao prefeito Rafael Greca e ao governador Ratinho Junior, durante a Marcha para Jesus.

O documento sugere que o Cadastro seja montado em uma plataforma digital que unifique informações policiais, do Ministério Público, Judiciário e órgãos do Executivo relacionados à problemática. O resultado esperado é maior controle social, celeridade em investigações, diminuição de reincidência e intimidação de novos casos.

Iniciativas desta natureza já existem em alguns estados.

Estatísticas

A cada 14 horas e meia, uma criança ou adolescente é vítima de violência sexual em Curitiba. Ao longo de todo o ano de 2018, foram registrados, apenas na capital, 599 casos de violência sexual.

Dados do Disque 100, referentes ao ano de 2017, apontam aumento de quase 30% nas denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil.