Foto: Lucian Pichetti
Terrazza Panorâmico

Bento Dreher Neuhaus, de 54 anos, segue desaparecido, após ter sido levado por uma enxurrada no domingo (13). A situação foi na Rua João D’Agostin, no bairro Alto Maracanã, em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba.

As equipes do Grupo de Operações de Socorro Tático (GOST) do Corpo de Bombeiros retornaram a região, por volta das 7h30 desta terça-feira, após dois dias de buscas sem sucesso. Ontem eles percorreram 17 km pelo Rio Palmital.

Nesta terça os bombeiros começaram uma varredura detalhada na altura do marco zero do rio, em Colombo, e devem seguir por aproximadamente sete quilômetros, em direção a Vila Trindade, no bairro Cajuru, já em Curitiba.

De acordo com o tenente do GOST Luiz Henrique Vojciechovski, não está descartado o uso da aeronave do Batalhão de Operações Aéreas da Polícia Militar.

Bento estava de moto com o filho, Adalberto Neuhaus, de 19 anos, quando foram levados pela enxurrada em direção à um córrego. O jovem conseguiu se agarrar ao portão de uma igreja, mas o homem não resistiu a força da água, que batia na cintura. De acordo com o tenente, foi descartada a possibilidade de Bento ter ficado preso na galeria pluvial.

O Rio Palmital deságua no Iguaçu, o que dificulta ainda mais as buscas. O tenente ressalta que as chuvas diárias também são um obstáculo.

A moto foi localizada nesta segunda (14), próximo ao local em que Bento foi visto pela última vez.

Repórter Lucian Pichetti