Foto: Divulgação/Prefeitura de Antonina

Imagine como seria a sensação de estar no inferno. Nesta terça (18), a população de Antonina, no pé da Serra do Mar, não precisou nem imaginar. A temperatura máxima na cidade bateu os 44 graus. O detalhe é o valor absurdo da sensação térmica, calculado pelo Simepar: incríveis 81º C.

Infelizmente há momentos em que não há como evitar o sol, como explica a empresária Maria Eduarda Masur.

Por um lado, Maria Eduarda torce para o calorão continuar. É que ela é dona de uma sorveteria e viu, nos últimos dias, o movimento crescer 50 %.

As temperaturas altas mudaram até o horário de atendimento nos postos de saúde e no Hospital Municipal. Segundo o secretário de saúde, Odileno Garcia Toledo, as pessoas estavam passando mal nas salas de espera.

Desidratação e infecções alimentares são os principais problemas enfrentados pela população.

Segundo o Simepar, as temperaturas devem seguir altas no Paraná até o final de semana. Segundo o meteorologista Samuel Braun, a sensação térmica é calculada com base na temperatura, umidade e velocidade dos ventos.

Em dias de muito calor, médicos recomendam o uso de roupas mais leves e de filtro solar, além de cuidados com a hidratação e a dieta.

Repórter Lucian Pichetti