Foto: Venilton Küchler/SESA
Terrazza Panorâmico

A campanha de vacinação contra a gripe neste ano será antecipada para a primeira quinzena de abril. Em outros anos, a campanha foi realizada á partir de 15 de abril. 

A ação foi motivada em função do alto número de casos da doença, especialmente na região norte do país. No Amazonas, por exemplo, a vacinação inicia nesta quinta-feira (21). Naquele estado foram notificados 666 casos suspeitos, com 107 casos confirmados de influenza H1N1. 28 pessoas morreram.

O médico infectologista Alceu Pacheco Junior avalia a medida como positiva.

Na avaliação do especialista, a vacinação poderia ser antecipada também para os três estados do sul.

Alceu Pacheco Junior explica quem deve se vacinar.

O médico infectologista alerta para a importância da vacinação, que não deve ser dispensada.

O médico lembra ainda que há outros cuidados que devem ser observados além da vacinação.

Lembrando que de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a campanha de vacinação tem como alvo principal gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, crianças de um a 5 anos de idade.

Também são alvo da vacinação, trabalhadores de saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas que sofrem com duas ou mais doenças simultâneas ou em estado clínico especial, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, além de funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

De acordo com o Ministério da Saúde a campanha começa ainda na primeira quinzena de abril. O órgão distribuirá 64 milhões de doses este ano.

Repórter Vanessa Fernandes