Foto: Francielly Azevedo
Terrazza Panorâmico

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou, nesta terça-feira (27), sete pessoas envolvidas na morte do jogador Daniel Corrêa Freitas, de 24 anos.

Edison Brittes, assassino confesso do atleta, e os jovens Eduardo da Silva, Ygor King e David Vollero, que estavam no carro do comerciante quando Daniel foi morto, foram denunciados por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, fraude processual, corrupção de adolescente e coação de testemunhas.

Cristina Brittes, esposa de Edison, foi denunciada por homicídio qualificado por motivo torpe, coação do curso de processo, fraude processual e corrupção de adolescente.

A filha do casal, Allana Brittes, foi denunciada por coação no curso do processo, fraude processual e corrupção de adolescente.

Além disso, a novidade é a inclusão da jovem Evelyn Brisola Perusso, que teria ficado com Daniel na noite do crime. Ela foi denunciada denunciação caluniosa, fraude processual, corrupção de adolescente e falso testemunho. Segundo o Ministério Público, Evellyn incluiu o nome de Eduardo Purkote na cena do crime sem que ele tivesse participado do fato. Purkote chegou a ser preso, mas foi solto nesta segunda-feira (26), após o Ministério Público pedir a soltura dele.

Dos sete denunciados, apenas Evelyn não está presa. O promotor do MP, João Milton Salles, afirmou que não deve pedir a prisão dela por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo. Os outros seis tiveram o pedido para que as prisões temporárias sejam convertidas em preventivas.

O crime de corrupção de adolescente é uma novidade no processo e foi incluído porque havia uma pessoa menor de idade na festa na casa dos Brittes.

Daniel Corrêa Freitas foi encontrado morto há exatamente um mês perto de uma estrara rural na Colônia Mergulhão, zona rural de São José dos Pinhais. Ele tinha 24 anos e atualmente jogava no São Bento de Sorocaba, emprestado pelo São Paulo.

O atleta também passou por clubes como o Botafogo, Ponte Preta e Coritiba.

Repórter Francielly Azevedo