O que mudou em Curitiba nos últimos 25 anos?

O que mudou em Curitiba nos últimos 25 anos?
Na foto, inauguração da nova Estação Central, na rua Presidente Faria. Curitiba, 18/08/95. Foto: Aniele do Nascimento/SMCS

Nos anos 90, Curitiba se consolidou como modelo de planejamento urbano. O projeto que teve início entre os anos 60 e 70, com as primeiras regulamentações, ganhou corpo na década em que nascia a Rádio CBN Curitiba.

A proposta de construir faixas exclusivas de ônibus ao longo dos eixos principais da cidade, com um sistema tão eficiente quanto o metrô, se tornou realidade com a Rede Integrada de Transporte, que na década de 90 já levava mais de 1 milhão de passageiros por dia.

Para aprimorar o sistema, foram construídas as estações-tubo e começaram a rodar os primeiros biarticulados, que possibilitaram o pagamento de tarifa única e a agilidade do transporte. O projeto arquitetônico, que virou um dos símbolos dos cartões postais, foi desenvolvido pelo arquiteto e prefeito da cidade Jaime Lerner em parceria com os arquitetos Abraão Assad e Carlos Eduardo Ceneviva.

O arquiteto e Urbanista, Carlos Hardt, professor do Mestrado e Doutorado em Gestão Urbana da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) conta que com o crescimento da Região Metropolitana, Curitiba precisou ampliar as ações de planejamento urbano.

Com o crescimento da cidade, começou a aumentar também a frota de veículos circulando pelas ruas.

Conforme o professor, a capital paranaense estava na vanguarda do planejamento urbano, com visibilidade internacional.

A expansão da capital, fruto das inovações dos anos 90, resultou na necessidade de nas décadas seguintes criar um novo projeto de mobilidade: a Linha Verde, último corredor de ônibus instalado em Curitiba.

Repórter Francielly Azevedo

Ouça a reportagem completa: