Foto: Pixabay

No Paraná, foram registrados em 2017 mais de 38 mil casos de violência doméstica. Os dados revelam que “a própria casa é o local onde a mulher corre o maior risco de ser morta”. O que está por trás destes números? O que é possível fazer para frear a violência de gênero e os casos de feminicídio? Este foi o tema do CBN Debate desta semana. A apresentação foi de Fábio Buchmann e os convidados foram a Psicóloga da Casa da Mulher Brasileira, Denise Renata de Godoy; a Coordenadora da Cevid Coordenação estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargadora Lenice Bodstein; e a Delegada da coordenadoria das delegacias da Mulher, Márcia Marcondes.

Parte 01

Parte 02

Parte 03

Parte 04