Cerca de 15% dos candidatos faltam à prova do PSS da Educação

Cerca de 15% dos candidatos faltam à prova do PSS da Educação
Foto: BRUNNO MARCEL BRUGNOLO/ SEED

Mesmo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR) e o sindicato dos professores tentando suspender a ação, o governo do estado realizou neste domingo (10) a prova objetiva do Processo Seletivo Simplificado (PSS) para a contratação de, pelo menos, quatro mil professores para lecionar nas escolas estaduais em 2021. Mais de 34 mil candidatos realizaram a prova presencial. A taxa de abstenção foi de 14,75%.

Na última quinta-feira (7), o MP-PR entrou com um recurso no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) tentando a suspensão da realização das provas, mas teve o pedido negado na sexta-feira (8).

Ao todo, foram 198 locais de prova, em 30 cidades paranaenses.

Segundo o governo estadual, foram adotadas medidas sanitárias para a realização da prova, como higienização prévia dos locais de teste e disponibilização de álcool em gel para manuseio de objetos e em locais de circulação.

Ainda de acordo com o governo, o uso de máscara foi obrigatório, e foi feita a aferição de temperatura de candidatos e funcionários na entrada. Segundo o Poder Executivo, as carteiras tiveram espaçamento mínimo de um metro e meio.

Os candidatos não puderam levar para casa o gabarito ou anotações. A folha de resposta digitalizada ficará disponível no site da empresa responsável pela aplicação da prova, assim como o gabarito preliminar, que será divulgado nesta segunda-feira (11) às 21 horas.

Em nota, a APP-Sindicato lamentou a realização da prova em um momento de pandemia e informou que está acompanhando denúncias de possíveis irregularidades.

Repórter William Bittar