Foto: Venilton Küchler/ANPr
Terrazza Panorâmico

A chuva que caiu durante praticamente duas semanas no Paraná, impactou o preço das hortaliças. Evandro Pilatti, técnico e orientador de mercado da Central de Abastecimento de Curitiba (Ceasa), explica que as folhosas foram as mais afetadas.

Mas as folhosas não foram as únicas impactadas pela chuva. 

O orientador de mercado da Ceasa estima que as hortaliças devam continuar com os preços altos por pelo menos um mês.

É, mas a lavoura não tem sossego. Se a chuva foi embora, agora o produtor está preocupado com o frio. Se tiver geada e prejuízos, os preços dos legumes tendem a subir.

De acordo com Evandro Pilatti, o aumento provocado pela redução da oferta, em função da chegada do frio, é sazonal. A partir de setembro, a produção tende a voltar ao normal e os preços devem ficar mais estáveis.

Repórter Lucian Pichetti