Foto: Freepik

Faltam dois meses para quem quer pagar menos imposto na declaração do ano que vem agir.

Como? Poupando para a aposentadoria numa previdência privada.

Explico: como na maioria dos países desenvolvidos, no Brasil, o governo estimula as pessoas a não gastar, a poupar para o longo prazo. Isso é uma forma de induzi-los a complementar o INSS e dividir com o governo a responsabilidade da proteção social.

De tudo que um trabalhador recebe de renda no ano ele pode abater até 12%. Logo, a tabela de imposto vai ser aplicada sobre um valor menor do que aquele que realmente recebermos.

Alguém que tem renda anual de R$ 60.000,00, se não tiver um fundo de pensão ou um PGBL, pagará imposto sobre os R$ 60.000,00, ou R$ 6.197,30 para o Leão.

Já se ela tem um plano de previdência privada a base de cálculo não será os R$ 60.000,00 e, sim, só R$ 52.800,00, resultando num imposto de renda de R$ R$ 4.217,30.

Ou seja, 32% a menos de imposto.

Uma outra vantagem tributária da previdência privada é que quando o dinheiro é investido, não há incidência de imposto de renda. Diferente de quando aplicamos num Fundo de Investimento Financeiro no banco, que cobra de 15% a 22,5% de imposto mais IOF.

Perceberam, a opção é dar dinheiro para esse governo incompetente ou depositar para o nosso futuro.

Deixe uma mensagem