Foto: Pixabay
Terrazza Panorâmico

O mundo está a exigir mais preparo de todos nós. A qualificação é fundamental, a competição brutal.

Somos treinados para destruir as empresas rivais e, nas nossas empresas, a disputar acirradamente posições com, entre aspas, colegas.

 Acho ótimo buscar informação, ter melhor formação. A educação tira o homem da ignorância, da escuridão. Dá a ele conhecimento para entender o sentido da vida, para realizar-se e para encontrar a paz e a felicidade.

Mas paz e felicidade, raramente, estão associadas a poder e competição.

Li, certa vez, sobre a grandeza do mar.

O mar é grandioso porque teve a humildade de colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios.

Sabendo ceder, tornou-se grande.

Se quisesse ser o primeiro, centímetros acima de todos os rios, não seria mar, mas ilha.

Também na vida, para ter sucesso, é preciso saber ceder, perder, cair mas, também, levantar.

Feliz e sábio é aquele que recebe com a mesma naturalidade o ganho e a perda, o triunfo e o fracasso. E vitória não é vencer os outros, mas a nós mesmos, na nossa ambição de querer ganhar sempre, às vezes até às custas do fracasso do próximo.