Foto; Pixabay
Terrazza Panorâmico

A vitória na vida é relativa e, infelizmente, o êxito externo, material e visível, é o que interessa à maioria das pessoas.

Porém, a maior vitória é encontrar a paz e a felicidade, e isso nós só podemos conquistar numa luta interna para superarmos nossas limitações e nossa falta de sabedoria.

Já, para vencer, externamente, são necessárias três virtudes: trabalhar, aproveitar as oportunidades e saber se relacionar.

Se alguém vence sem praticá-las, foi surpreendido pelo imponderável chamado sorte.

Não é o trabalhar que conduz à vitória- senão todos seriam vitoriosos- mas o saber trabalhar. Fernando Pessoa já dizia que o saber trabalhar é não fazer esforço inútil, persistir no esforço até o fim e saber reconhecer erros, recomeçando com o mesmo entusiasmo.

Aproveitar oportunidades quer dizer não somente não as perder, mas, principalmente, achá-las.

Entretanto, nos dias atuais, e para quem tem somente a visão externa, o sucesso a qualquer preço é o que importa.

Nisso a maioria dos homens contemporâneos se parece. Buscam o trabalho pelo salário e status e não como realização pessoal. E esta é a razão de suas tristezas e até doenças modernas, como depressão e Alzheimer.

Para a maioria, o trabalho tem sido um meio e não um fim.

Mas, para uns poucos felizes, de nada serve uma boa renda se o trabalho não for a maior de todas as rendas. Os que trabalham por prazer, como se praticassem um hobby. Os que nem querem parar de se divertir trabalhando.

Como dizia Confúcio: “trabalhe no que gosta e não precisará trabalhar um dia sequer na vida”.