Foto: Arquivo/ANPr

Segundo o governo, a liberação de 150 milhões de reais para subsidiar o transporte coletivo da Grande Curitiba vai fazer com que o índice de aumento na Rede Integrada de Transporte seja de 3,7%.

A nova tabela de preços foi divulgada nesta terça-feira pela Comec, Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, e começa a valer a partir da zero hora desta quinta-feira. Quem falou sobre os novos preços foi o presidente do órgão, Gilson Santos.

O presidente da Comec falou sobre o papel do subsídio do governo na composição das tarifas.

Quem carregar o cartão até esta quarta-feira, ainda pode utilizar os créditos com o valor antigo por 30 dias. Após esse período, se o usuário ainda tiver saldo no cartão, será descontado o valor da nova tarifa.

Gilson Santos ressaltou ainda que três novas integrações devem começar a funcionar entre 30 e 45 dias.

Outra medida é a ampliação da estação-tubo da Praça Carlos Gomes, para atender usuários de Fazenda Rio Grande.

Para tornar mais rápidas as viagens, está em estudos a implantação de, pelo menos, seis faixas exclusivas para o transporte coletivo em vias que ligam a capital à região metropolitana.

Repórter Fábio Buchmann