Foto: Divulgação

O sábado vai marcar a segunda apresentação de Paul McCartney em solo curitibano. A primeira foi em 1993, e veio com a promessa de que uma próxima estaria à caminho.

A próxima chegou com o show acontece no estádio Couto Pereira. O palco está sendo montado em frente ao setor que recebe a torcida visitante. Restam pouco ingressos para a pista.

O show integra a turnê The Freshen Up, que divulga seu novo disco, Egypt Station, lançado no ano passado. Paul McCartney virou uma espécie de instituição musical por causa dos Beatles, até hoje considerada a maior banda de rock de todos os tempos.

A inspiração dos 4 garotos de Liverpool gerou algumas das mais belas canções de todos os tempos. Hoje em dia existe um recurso digital onde você consegue separar determinado canal de gravação em uma música. O ouvinte acompanha agora a voz isolada de Paul McCartney na música Hey Jude. É de arrepiar.

A idolatria em torno dos Beatles virou histeria coletiva nos anos 60, mas ainda tem alguns rescaldos, mais de 50 anos depois.

Em Curitiba existe um bar com o mesmo nome do Cavern que fica em Liverpool, onde os rapazes começaram a carreira. O proprietário, o empresário do Cavern Curitibano, Emílio Elvis Schulte, disse que escolheu o local na Trajano Reis por ter uma arquitetura muito parecida com o original.

Em Liverpool, existe uma estátua de John Lennon em frente ao estabelecimento. Mas aqui em Curitiba, o Cavern não vai ficar devendo. Uma estátua de Paul McCartney já está pronta para ser oficialmente inaugurada.

Emílio Elvis disse que acredita na visita de Paul ao Cavern curitibano para inaugurar a estátua. O problema é convencer o estafe do artista. Desde que chegou ao país, Paul McCartney tem feito alguns programas típicos do cidadão comum.

Depois da partida de Paul McCartney, o Cavern vai permanecer com um ponto de valorização da música local.

A inauguração da Estátua de Paul ocorre às 14 de sábado. O Cavern fica na rua Trajano Reis no Centro da cidade.

Repórter Fabio Buchmann