Foto: Arquivo ANPr

As vendas do comércio varejista no Estado do Paraná seguiram uma trajetória de crescimento, com alta de 6,56% no acumulado até novembro de 2018, em comparação com o mesmo período de 2017.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR).

O resultado já permite uma prévia mais otimista para o fechamento de 2018, especialmente com o acréscimo registrado nas vendas de Natal e festas de fim de ano.

Esse deverá ser o primeiro ano de crescimento efetivo no varejo, depois de duas reduções sequenciais, em 2015 com redução de 8,79% e 2016 com decréscimo de 3,08%, e de um tímido aumento de 0,54% em 2017.

A elevação mais expressiva no acumulado de janeiro a novembro ocorreu nas concessionárias de veículos, que registram aumento de 30,26%. As lojas de materiais de construção também tiveram alta nas vendas, com 13,26%, bem como as lojas de departamentos com 7,69% de crescimento, autopeças com um aumento de 7,05%, óticas, cine-foto-som aumento de 5,23% e supermercados 2,03%.

Os setores com melhores resultados foram os mesmos que tiveram as maiores perdas nos anos anteriores. Enquanto setores que comercializam produtos de menor valor agregado, a exemplo das lojas de vestuário e tecidos, calçados e livrarias e papelaria, que vinham mantendo ritmo de vendas estável, passaram a sofrer com o agravamento das crises política e econômica, que forçaram o consumidor a criar novos hábitos de consumo, com redução de gastos não essenciais.

A pesquisa também mostra que a última Black Friday exerceu influência positiva no movimento das lojas de departamentos e de móveis, decorações e utilidades domésticas..

A análise regional da pesquisa demonstra ainda que Curitiba e Região Metropolitana registraram crescimento de 4,01% no comércio varejista.

Repórter Vanessa Fernandes