Foto: Andressa Katriny/CMC
Foto: Andressa Katriny/CMC
Foto: Andressa Katriny/CMC

Os vereadores da Comissão de Serviço Público da Câmara Municipal de Curitiba decidiram, por três votos a dois, devolver o projeto que regulamenta o transporte privado e individual de passageiros para os autores nesta segunda-feira (12). Com isso o texto foi arquivado, porque esta é a última semana da atual legislatura.

O projeto seria uma forma de regulamentar a atuação do Uber e de outros aplicativos de transporte de passageiros em Curitiba e foi arquivado devido ao recesso legislativo que começa na semana que vem e vai até o dia 1º de fevereiro.

O projeto é assinado por 17 vereadores e uniu três propostas distintas que tramitavam na Câmara Municipal desde abril deste ano.

A presidente da comissão, vereadora Julieta Reis (DEM), informou que caberá aos autores do projeto que foram reeleitos reapresentar o texto no ano que vem.

Com isso, o Uber segue operando normalmente aqui na cidade, mas no entendimento da Prefeitura de Curitiba, de forma irregular.

Segundo informações da Secretaria de Trânsito, entre agosto e 09 de dezembro foram feitas 1.708 abordagens a motoristas de transporte de passageiros aqui em Curitiba, entre eles motoristas do Uber. Fora registradas neste período 819 autuações por transporte clandestino de passageiros, mas aí não entram somente os motoristas do Uber, e sim outras formas de transporte de passageiros, como vans e ônibus que operam de forma irregular na cidade.

Deixe uma mensagem