Conheça a história da médica pediatra Zilda Arns

Conheça a história da médica pediatra Zilda Arns
Foto: Pastoral da Criança

Você já ouviu falar na “Madre Teresa brasileira”? Esse é o simpático apelido dado a médica pediatra e sanitarista Zilda Arns, que dedicou sua vida em prol da saúde pública brasileira, derrubando mitos da medicina e da religião ao facilitar o acesso à saúde para comunidades carentes. Sua morte completou 10 anos em 2020.

Zilda Arns Neumann nasceu em Forquilhinha, Santa Catarina, em 25 de agosto de 1934. Na década de 70, após ficar viúva, veio a Curitiba onde estudou medicina na Universidade Federal do Paraná. A médica se especializou em pediatria, saúde pública e sanitária e começou a vida profissional no Hospital Pediátrico da capital.

Em 1983, Zilda e Dom Geraldo Majella, arcebispo de Salvador, formularam um plano para diminuir a mortalidade infantil com o uso do soro caseiro. Era criada a Pastoral da Criança, um programa de ação social da Conferência Nacional dos Bispos. Hoje, a instituição está presente em todo o Brasil e em mais dez países da África, Ásia e América Latina.

Em 2006, Zilda Arns foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz. Quatro anos depois, em viagem ao Haiti para participar de uma conferência religiosa, a pediatra foi uma das vítimas do terremoto que assolou a capital, Porto Príncipe, em 12 de janeiro de 2010.