Conheça João Turin: o precursor de esculturas no Paraná

Conheça João Turin: o precursor de esculturas no Paraná
Foto: PMC

Você sabe o que têm em comum a escultura da onça, na rotatória do Centro Cívico, em frente à prefeitura e a estátua de Tiradentes, na praça Tiradentes, no Centro da capital? Obras do precursor da escultura no Paraná, João Zanin Turin.

Filho de imigrantes italianos, João Turin nasceu em 1878 em Morretes, no litoral do Estado. Descobriu a escultura ainda menino: recobria pernas, tronco e braços com argila, deixava-a secar e depois a removia, para brincar com os moldes do próprio corpo. Aos nove anos mudou-se com os pais para Curitiba, onde seria ferreiro, marceneiro e torneiro antes de descobrir a verdadeira vocação.

Em 1905, com bolsa de estudos do Governo do Paraná, João Turin parte para Bruxelas, na Belgica, e se matricula na Real Academia de Belas Artes. Em 1911 mudou-se para Paris, onde realizou várias exposições. Em 1922 o artista voltou a Curitiba. Monumentos, estátuas, bustos, relevos, pinturas, cerâmicas e ilustrações. O acervo é incontável.

Em 1923 Turin foi um dos idealizadores do chamado estilo paranista de ornamentação arquitetônica, baseado na estilização do pinheiro e de outros elementos da fauna e da flora paranaenses. O que de melhor produziu não são os monumentos, bustos e retratos, convencionais por sua própria natureza, mas as numerosas representações de animais, boa parte delas conservada na Casa João Turin em Curitiba.