Fotos: Rafael Dalalana

Nada é impossível. Quer prova maior do que Diogo Ratacheski? Antes do acidente que mudou a vida do atleta, ele escalava profissionalmente.

O acidente de carro o deixou 21 dias em coma. A cadeira de rodas foi consequência de uma séria lesão na coluna. Muitos encarariam a nova realidade como uma prisão. Não o Diogo.

E o esporte? A cadeira de rodas não foi empecilho, foi o impulso para ele superar novos limites. Começou a correr na rua. Em determinado momento, o atleta sentiu que precisava dar um salto maior. Virou triatleta.

Vaga que o triatleta vai disputar na metade do ano, nos Estados Unidos.

Pelo site www.diogoratacheski.com e pelo Instagram @diogoratacheski é possível ajudar o Diogo a financiar a viagem e a disputa pela vaga no mundial. Apesar de ter virado triatleta, o jovem não abandonou as escaladas.

O triatleta concilia as competições com palestras motivacionais.

O contato para Palestras é pelo e-mail: dratacheski@gmail.com ou pelo celular (41) 9 9601-2306.

Repórter Lucian Pichetti

Deixe seu comentário