Foto: Divulgação Sanepar

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) autorizou o reajuste da conta de água e esgoto solicitado pela Sanepar, em 12,13%. A homologação do reajuste aconteceu em uma reunião extraordinária do Conselho Diretor da Agepar, na noite desta segunda-feira (15).

Em um comunicado disponibilizado no site da Sanepar, o reajuste foi divulgado aos “acionistas, investidores e ao mercado geral”. O percentual do reajuste é o maior dos últimos quatro anos, o maior até então aconteceu em 2015, quando o reajuste foi de 12,5%.

O economista e conselheiro do Conselho de Economia do Paraná (Corecon), Daniel Poit, afirma que esse aumento é muito maior do que o reajuste do salário mínimo que aconteceu em janeiro.

Como base de comparação, a inflação do país de maio de 2018 até abril de 2019 foi de 4,3%. O economista questiona o formato que o reajuste de água e esgoto é colocado, pois, segundo ele, a justificativa é a defasagem que a empresa teve nos últimos 12 anos, mas a impressão que fica é que essa é uma forma, até mesmo, de equilibrar as contas do Estado.

A Sanepar atende 346 dos 399 municípios paranaenses e ainda não divulgou quando o reajuste entrará em vigor, mas é certo que o peso no bolso do consumidor ficará maior.

Repórter William Bittar