Covid-19: Aglomeração e falta de cuidados em Matinhos

Covid-19: Aglomeração e falta de cuidados em Matinhos

Faltando poucas horas para a passagem do ano de 2020 para 2021, o movimento é grande nas estradas que levam ao litoral.

De acordo com informações da concessionária Ecovia, que administra o trecho da BR-277 até o litoral paranaense, o maior movimento foi registrado entre 14h e 15h, com a passagem de 2,4 mil veículos por hora pela praça de pedágio.

Na cidade de Matinhos, o movimento está acima da média em comparação com os anos anteriores, de acordo com informações da Secretaria de Comunicação Social.

Segundo o secretário de comunicação de Matinhos Douglas da Silva, a situação na cidade litorânea é assustadora, com aglomerações, falta do uso de máscaras, inclusive com a realização de festas na faixa de areia até a madrugada.

Lembrando que o governo do Estado instituiu um decreto com toque de recolher das 23h às 5h. A única exceção é para a passagem de ano, quando a restrição de circulação está suspensa.

O alto movimento na cidade, não reflete o volume de vendas no comércio. De acordo com o presidente da Associação Comercial e Industrial de Matinhos (ACIMA), Adriano Menine, no Natal as vendas já sofreram uma queda de 15 % em relação aos anos anteriores, para o Ano Novo ainda não foi feito um levantamento.

Ainda segundo o vice-presidente da Acima, Ricardo Simino os comerciantes estão exigentes com o cumprimento dos protocolos de segurança, não admitindo o ingresso nos estabelecimento sem máscaras e disponibilizando álcool gel. Porém na orla e calçadão, a maioria das pessoas não está utilizando máscara.

A orientação da Secretaria de Estado da Saúde é para que na medida do possível, as pessoas fiquem em casa, caso contrário, se sair usar máscara, manter o distanciamento social e o uso de álcool em gel.

Repórter Vanessa Fernandes