Covid-19: Curitiba ativa leitos de UTI e enfermaria

Covid-19: Curitiba ativa leitos de UTI e enfermaria
Foto: Américo Antonio / SESA

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou a ativação de 94 leitos para atender pacientes de Covid-19 na cidade. O anúncio aconteceu nesta sexta-feira (20), durante a confirmação da manutenção da bandeira amarela.

Dos 94 leitos, 41 são vagas na UTI pelo Sistema Único de Saúde (SUS) – seis no Hospital Vitória, dez no Hospital do Idoso, dez no Hospital Evangélico Mackenzie, dez no Hospital de Clínicas e cinco na Santa Casa de Curitiba.

Os demais leitos são de enfermaria, sendo cinco na Santa Casa, dez no Hospital de Clínicas e 38 no Hospital do Idoso.

Com essa ativação de leitos no Hospital do Idoso, a Secretaria Municipal de Saúde alterou o funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Fazendinha, que passa a ser retaguarda de leitos clínicos para o Hospital do Idoso. Moradores da região com casos urgentes devem buscar atendimento nas UPAs CIC, Pinheirinho e Campo Comprido.

Além destas vagas anunciadas pelo município, a Secretaria de Estado da Saúde também divulgou nesta sexta-feira a ativação de 38 leitos exclusivos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital de Reabilitação, em Curitiba, para tratamento de pacientes com Covid-19. Catorze deles já foram ativados e o restante deve ser colocado na rede até segunda-feira, segundo projeção da secretaria.

A capacidade de atendimento aos pacientes com Covid-19 é um dos indicadores avaliados na evolução da pandemia em Curitiba. Entre os nove itens usados para o cálculo que define sob qual bandeira a cidade vai funcionar, os relacionados aos leitos de UTI e enfermaria têm o maior peso.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a avaliação dos índices nesta sexta-feira fez com que a bandeira permanecesse em amarela, ou seja, em situação de alerta. O decreto sobre a situação entrou em vigor neste sábado e tem validade de sete dias.

A taxa de ocupação dos leitos divulgada pela secretaria nesta sexta-feira já contabilizou as 41 vagas abertas, em um total de 324 leitos SUS exclusivos para atendimento de pacientes com Covid-19 ou casos suspeitos. A taxa de ocupação estava em 76%, com 78 leitos livres, segundo a secretaria.

Curitiba está registrando alta no número de confirmações nos últimos dias e atingiu o recorde de casos ativos nesta pandemia, com 9.131 pessoas com potencial de transmissão do vírus, nesta sexta-feira.

Repórter Joyce Carvalho