Foto: Reprodução/Pixabay

O estudo teve como base dados do Sistema Nacional de Informações Toxico-farmacológicas (Sinitox). Mas o pediatra Eduardo Gubert, do Hospital Pequeno Príncipe, acredita que o número de casos deve ser maior, já que só 11 estados têm centros de monitoramento e disponibilizam dados para a pesquisa.

Mais da metade dos casos registrados (53%) referem-se a acidentes com crianças de um a quatro anos de idade.

O pediatra cita as situações mais comuns de intoxicação por medicamentos atendidas no Hospital.

O médico dá dicas aos pais de prevenção de acidentes com remédios.

Ao longo de 18 anos, foram mais de 245 mil casos de intoxicação registrados. 240 crianças e adolescentes morreram.

Repórter Lucian Pichetti

Deixe seu comentário