Categorias: CBN DESTAQUE Saúde

Para evitar fraudes, Curitiba recolhe frascos vazios da vacina

Objetos, lembranças e memórias são maneiras de “guardar” a história. Só que aqui em Curitiba quem planejava ficar com o vidrinho vazio da vacina contra a Covid-19 para servir de souvenir, não vai poder. Isso porque, a prefeitura decidiu recolher todos os frascos após a aplicação do imunizante, para evitar fraudes como a falsificação da vacina
.

Essa é a primeira vez que a Secretaria Municipal da Saúde adota essa medida. Segundo a coordenadora da Central de Vacinas de Curitiba, Leia Regina da Silva, além de evitar a falsificação, o retorno dos frascos vazios é mais uma garantia de que não há desvios de doses.

A coordenadora explica que é feita uma checagem ao receber as doses do Governo do Estado, antes de enviar para o local de vacinação e após o retorno.

Os frascos vazios são guardados na Central de Vacinas em Curitiba e descartados de maneira correta. Os recipientes com os imunizantes ficam no mesmo local com vigilância 24 horas e só são transportados com escolta da Guarda Municipal.

Leia reforça que somente equipes de saúde da Secretaria Municipal estão autorizadas a aplicar a vacina contra a Covid-19. O imunizante não é comercializado na rede particular, qualquer tentativa de venda é fraude e deve ser denunciada.

As doses serão distribuídas conforme a prefeitura receber mais repasses, seguindo as fases do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. Curitiba recebeu nessa primeira remessa quase 48 mil doses da CoronaVac.

Repórter Francielly Azevedo

Essa postagem foi modificada em 22 de janeiro de 2021 14:10

Compartilhar
Tags: vacina CoronaVac Curitiba fraudes vacina covid-19

Esse Aceite utiliza Cookies