Foto: Google Street View

Foi suspensa na tarde desta terça-feira as oitivas da fase de instrução no caso da morte do jogador Daniel Correia Freitas.

Nesta tarde seriam ouvidos pela juíza Luciane Regina Martins de Paula, da 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, os sete réus acusados de envolvimento na morte do jogador.

A audiência foi suspensa após pedido do advogado Claudio Daledone Junior, para inclusão de uma nova testemunha que teria sido citada em depoimento. Daledone defende Edison Brittes Júnior, autor confesso da morte do jogador; Cristiana Brittes, esposa de Edison e Allana Brittes, filha do casal.

O advogado Cláudio Daledone Junior diz que a oitiva da testemunha é importante já que foi acatada pela juíza, e que não haverá prejuízo ao processo e a defesa. Daledone explica que a testemunha citada, teve acesso ao telefone celular de Cristiana Brittes.

O advogado Nilton Ribeiro, contratado pela família do jogador Daniel e que atua como assistente da acusação no caso, disse que a nova testemunha arrolada não trará fatos novos. Nilton Ribeiro disse ainda que parece ser uma atitude da defesa para ganhar tempo.

A nova data para audiência de instrução no caso da morte do jogador Daniel, com a oitiva da testemunha e dos réus, deve acontecer nos dias 4, 5 e 6 de setembro.

Repórter Vanessa Fernandes