Ilustração: Federação Paranaense de Futebol.

Surpresas do Campeonato Paranaense após seis rodadas, Toledo e FC Cascavel sofreram apenas três gols. A média é 0,5 por jogo. Esta eficiência levou as duas equipes da região Oeste para a semifinal do primeiro turno, marcada para o próximo domingo, às 17h. Os dois times vão atuar em casa, mas sem vantagem. Em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis.

O Toledo é um dos dois únicos invictos da competição (o outro é o Coritiba) e tem, entre os destaques, o meia Revson, 31 anos, ex-São Caetano, e o goleiro André Luiz, 22, revelado no clube. Revson fez dois dos seis gols marcados pelo time até aqui. Nos dois casos, gols de falta. André Luiz ajudou a segurar dois ataques da capital, o do Coritiba e do Paraná. Foram dois 0 a 0.

Na tabela do FC Cascavel, as vitórias mais expressivos aconteceram fora de casa: 3 a 1 diante do Londrina e 1 a 0 contra o Operário. A defesa têm dois zagueiros com um nome em comum: Hitalo Rogério, 30 anos, ex-Arapongas, e Ítalo, 29, ex-Treze de Campina Grande-PB. Para a semifinal, o setor ofensivo é motivo de preocupação em Cascavel porque três jogadores estão no departamento médico: o atacante Ricardo Lobo, 24, ex-Novo Hamburgo, e os meias Oberdan, 23 anos, e Libano, 29, remanescentes do elenco montado para o estadual do ano passado.

Quanto aos treinadores, o time de Toledo conta com o experiente Agenor Piccinin, 63 anos, que está no clube pela segunda vez, e o de Cascavel aposta em Paulo Foiani, 42, ex-volante do Coritiba.

CAMPEONATO PARANAENSE – 1º Turno

Taça Barcímio Sicupira Júnior

Semifinal, rodada única

Domingo, 17/2 – 17h

Toledo x Operário

FC Cascavel x Coritiba

(Ayrton Baptista Junior)