Foto: Depen

Nesta terça-feira (13) o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) firmou um convênio com a Faculdade de Pinhais (Fapi) e o Instituto Mundo Melhor para levar serviços de educação e atendimento jurídico aos detentos do sistema prisional do estado.

Segundo o diretor-geral do Depen, Francisco Alberto Caricati, o órgão tenta trabalhar com um tripé de atuação que abrange a educação, o trabalho e a religião. O diretor também ressaltou que o índice de reincidência dos detentos que já passam por ações como essa é muito baixo.

Dentro da parceria, os alunos do curso de Direito da Fapi, supervisionados por professores, vão realizar o atendimento jurídico aos custodiados de forma semestral. A faculdade já tem um histórico de atuação junto à população carcerária, desde 2017 a Fapi presta ações isoladas na Penitenciária Central do Estado, em Piraquara, e agora vai ter esse trabalho intensificado.

Na parte educacional a parceria foi firmada com o Instituto Mundo Melhor, que há uma década ajuda na qualificação curricular dos presos. Essa qualificação curricular é feita por meio de cursos de capacitação e qualificação à distância, para que os detentos tenham mais condições de se reintegrar à sociedade. Atualmente o Instituto Mundo Melhor atua em 19 unidades prisionais, e já ofertou 20 mil cursos.

Da redação com informações da Agência Estadual de Notícias