Foto: Dálie Felberg/Alep
Terrazza Panorâmico

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado Ademar Traiano (PSDB), anunciou durante a sessão plenária desta quarta-feira (21), que a Casa irá promover um movimento em prol da manutenção da sede da Superintendência da Receita Federal do Brasil – 9ª Região Fiscal, localizada em Curitiba.

De acordo com um projeto do Governo Federal, o número de superintendências do órgão seria reduzido de dez para cinco em todo o país. Com isso, a Superintendência da 9ª Região Fiscal, sediada em Curitiba, que atende os estados do Paraná e Santa Catarina, deixaria de existir, uma vez que ela seria absorvida pela Superintendência da 5ª Região Fiscal, a ser criada, com sede em Porto Alegre para atender os estados da Região Sul e o Mato Grosso do Sul.

Ademar Traiano classificou como uma atitude discriminatória e um desrespeito contra o Estado do Paraná, a retirada da Superintendência.

O presidente da Assembleia foi apoiado pelos deputados Fernando Francischini (PSL) e pelo líder do governo, Hussein Bakri (PSD).

Hussein Bakri anunciou que o governo do Paraná fará tudo o que for possível para reverter essa decisão. Bakri disse ainda que o Paraná tem que unir todas as forças políticas e do setor produtivo para que da sede da Superintendência da Receita Federal permaneça no estado.

O documento contra a retirada da Superintendência do Paraná, também foi assinado pelos presidentes do Tribunal de Justiça, Adalberto Jorge Xisto Pereira, pelo procurador-geral de Justiça do Paraná, Ivonei Sfoggia, pelo coordenador da bancada federal do Paraná, Toninho Wandscheer, e pelo presidente da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara Federal, Sérgio Souza.

Repórter Vanessa Fernandes