(Foto: Nani Góis - Alep)

Na presença do governador do Paraná, Ratinho Junior, os 54 deputados tomaram posse, nesta sexta-feira (1º), e fizeram o juramento de defender e cumprir as Constituições Federal e Estadual. Um por um, foram chamados nominalmente para firmar o compromisso e assinar o termo de posse.

Dois deputados reeleitos para o segundo mandato – Guto Silva, nomeado chefe da Casa Civil, e Márcio Nunes, secretário de Desenvolvimento Ambiental e Turismo – foram empossados e logo licenciados novamente para servirem o Poder Executivo. Dessa maneira, Cantora Mara Lima (PSC) e o deputado Hussein Bakri (PSD) assumiram as vagas. Bakri que é o líder do governo de Ratinho disse que a relação da Assembleia com o governador será livre de amarras.

A mesa diretora para o biênio 2019/2020 também foi definida. A votação aconteceu de maneira tida como simbólica, apenas para cumprir o regimento. Com 48 votos favoráveis, um contrário e cinco abstenções, Ademar Traiano (PSDB) foi reeleito para conduzir o legislativo pela terceira vez.

A mesa é composta ainda por Luiz Claudio Romanelli (PSB) como 1º secretário, Gilson de Souza (PSC) como 2º secretário, Plauto Miró (DEM) como 1º vice-presidente, Tercílio Turini (PPS) como 2º vice-presidente e Requião Filho (MDB) como 3º vice-presidente.

Requião comentou como será atuar como deputado de oposição sendo integrante da mesa diretora.

Citado inicialmente nas conversas de bastidores como possível presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Francischini (PSL) deve ser o presidente da comissão mais importante da casa de leis, a Comissão de Constituição e Justiça.

Dentre os 54 parlamentares empossados, 20 foram eleitos para o primeiro mandato e 33 foram reconduzidos.

Repórter Francielly Azevedo