Foto:Cesar Brustolin/SMCS
Terrazza Panorâmico

O Ministério da Saúde enviou ao Paraná metade das doses necessárias para a vacinação mensal da BCG no estado. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA).

São necessárias 90 mil doses do medicamento. No entanto, o Ministério encaminhou apenas 45 mil doses para atender a rotina referente ao mês de setembro.

Desde fevereiro o envio das doses foi reduzido, naquele mês apenas 30 mil vacinas da BCG foram enviadas. Em relação aos números, no mês de abril o documento mostra que o Paraná não recebeu nenhuma dose do medicamento.

Conforme a médica Acácia Nasr, coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SESA, a justificativa é que o Ministério da Saúde precisou adaptar a sistemática de envio.

A vacina do BCG confere proteção contra tuberculose miliar e meningite tuberculosa. Segundo o calendário vacinal, crianças a partir do nascimento até os 4 anos 11 meses e 29 dias deve ser imunizada. 

De acordo com a Secretaria, em função das poucas doses, está sendo feito um plano de remanejamento nos municípios.

Além disso, as salas da vacinação estão sendo orientadas a fazer uma listagem das crianças pela ordem de procura pela vacina.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SESA garantiu que não haverá surto dessas doenças.

Procurado pela reportagem, o Ministério da Saúde informou que parte das doses não foram distribuídas em todo o país por passarem por um processo de análise de qualidade. Mesmo assim, em agosto, foi feito um envio maior do medicamento para os estados para tentar suprir a demanda de desabastecimento dos meses anteriores.

Repórter Francielly Azevedo