Foto: Divulgação/Hospital Evangélico
Terrazza Panorâmico

O leilão do Hospital Evangélico de Curitiba e da Faculdade Evangélica do Paraná, que deveria acontecer na próxima sexta-feira (4), foi adiado e a nova data ainda não foi anunciada. De acordo com a 9ª Vara do Trabalho de Curitiba, o leiloeiro público Helcio Kronberg, responsável pela avaliação dos bens e estimativa de valores, solicitou aumento do prazo de entrega de um novo relatório de avaliação do conjunto hospital e faculdade, uma vez que teve de corrigir um primeiro laudo impugnado.

O juiz responsável pelo processo, Eduardo Milléo Baracat, acredita que todos os dados que necessitavam correção devem estar prontos até a próxima semana. A partir da nova avaliação, abre-se vistas e as partes devem aceitar ou contestar os novos valores. Em seguida, o juiz deve fixar o lance mínimo e publicar edital no mínimo 20 dias antes da possível data do pregão, tornando-o oficial.

A decisão da penhora foi tomada por Baracat, no final de 2017. Em janeiro, o juiz determinou a avaliação de todos os bens materiais e imateriais do complexo.

Desde dezembro de 2014, a Sociedade Evangélica Beneficente (SEB), responsável pelo Hospital, está sob intervenção da Justiça do Trabalho. As dívidas giram em torno de R$ 320 milhões, sendo que cerca de R$ 170 milhões são pendências tributárias e R$ 140 milhões são trabalhistas.

Repórter Vanessa Fernandes

Deixe uma mensagem