Foto: Pixabay

A economia colaborativa tem ganhado mais espaço nos últimos anos, principalmente com o surgimento de plataformas e aplicativos que incentivam o compartilhamento de serviços e produtos.

Alguns exemplos são empresas como Uber e Airbnb, que têm em sua essência a troca de serviços e trazem o compartilhamento como alternativa ao acúmulo ou desperdício de bens.

Falamos sobre esse assunto com Gustavo Resende, que é diretor de projetos e um dos sócios da GGV Inteligência em Vendas.