Foto: Daniel Castellano / SMCS
Terrazza Panorâmico

O anúncio ocorreu nesta quinta-feira (30), durante o 7º Fórum Paranaense de Mobilidade Urbana, que ocorre no Salão de Atos do Parque Barigui.

De acordo com o prefeito Rafael Greca, um crédito de R$ 739 milhões para projetos socioambientais e de transporte já teria sido aprovado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento e à Agência Francesa de Desenvolvimento.

Outro tema abordado foi o credenciamento, pela Urbs, de empresas para a venda de créditos do sistema de transporte coletivo de Curitiba para o novo sistema de bilhetagem, que deve abolir a circulação de dinheiro no sistema.

A medida, segundo a prefeitura, deve reduzir a criminalidade. Parte dos recursos que foram aprovados serão direcionados ainda para o financiamento do projeto Inter 2, que envolve reestruturação viária, implantação de novos corredores para os ônibus e de um novo modelo de estações, climatizadas e auto-sustentáveis.

A linha, que é a mais carregada entre as que circulam fora das canaletas exclusivas, deverá ser a primeira da cidade a contar com veículos movidos a energia limpa.

Sobre a ampliação da rede de venda e carregamento de créditos em cartão-transporte, a prefeitura anunciou que duas empresas especializadas em recarga já apresentaram a documentação para participar do edital.

Com o início da operação das empresas credenciadas, os usuários poderão fazer o carregamento do cartão-transporte por meio de venda assistida (com operador), máquinas de auto-atendimento, aplicativos móveis, websites e ainda totens espalhados pela cidade.

O evento no Parque Barigui segue nesta sexta-feira com palestras e debates sobre a mobilidade.

Repórter Fabio Buchmann