Foto: Reprodução

Durante o depoimento, nesta quarta-feira (14), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse à juíza federal Gabriela Hardt, substituta do juiz Sergio, que se considera um “troféu” da Operação Lava Jato.

O petista foi ouvido no processo que investiga o recebimento de propina por meio de obras de melhorias no Sítio de Atibaia, no interior de São Paulo.

Lula também disse que o objetivo dele agora é desmentir as mentiras contadas a seu respeito.

O petista voltou a negar ser dono do Sítio, em Atibaia. Segundo Lula, o verdadeiro proprietário da chácara seria o empresário Fernando Bittar, que é amigo pessoal da família Silva e sócio do filho do ex-presidente.

Em relação as obras da OAS e Odebrecht feitas na propriedade, o petista afirmou que nunca negociou as reformas porque o sítio não era dele.

Sobre a ampliação da cozinha encomendada pela ex-primeira dama Marisa Letícia, Lula ressaltou que não sabia dos detalhes.

Lula também foi perguntado pelo Ministério Público Federal (MPF) sobre a intenção de compra do sítio.

Além de Lula, outras 12 pessoas são rés no processo. O pecuarista e amigo pessoal de Lula, José Carlos Bumlai, também prestou depoimento nesta quarta-feira (14).

Repórter Francielly Azevedo