Foto: CMC

Rafael Greca falou por quase 45 minutos no discurso que abriu oficialmente as sessões plenárias na Câmara Municipal. Uma boa parte do discurso foi sobre a situação dos cofres municipais.

Greca diz que a cidade retomou a capacidade de investimentos graças aos esforços dos vereadores para a aprovação do pacote de ajuste fiscal no ano de 2017. 

Greca falou sobre obras e a instalação de novas linhas de ônibus, mas elevou o tom ao abordar alguns temas. Um deles foi sobre o cronograma de pavimentação nas ruas da cidade.

Rafael Greca diz que a burocracia está travando o processo. O prefeito citou uma determinação do TCE-PR, que solicitou um projeto específico para cada rua da cidade que vai receber obras de pavimentação.

Outro assunto que Rafael Greca citou no discurso foi a situação dos moradores de rua. Para o prefeito, muitas pessoas ligadas ao crime, inclusive com mandados de prisão em aberto, vão parar nas ruas da cidade.

Com críticas à justiça e organizações de direitos humanos, Greca diz que vai intensificar o processo de acolhimento com a retirada de quem vive na sarjeta

Outro assunto polêmico foi o índice de reajuste das tarifas de ônibus. Fevereiro é tradicionalmente o mês em que os preços são reajustados. Greca não respondeu, alegando que ainda falta muita conversa para que o valor seja definido

Repórter Fábio Buchmann