Foto: Divulgação/PRF

O Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba e região organiza protestos na tarde desta sexta-feira contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ato, intitulado pelo sindicato como “Metalúrgicos contra o fim da democracia”, acontece em fábricas da região da capital paranaense.

Um dos atos, liderado por metalúrgicos da Renault, fecha a BR 277 no sentido litoral do Paraná. A rodovia está fechada na altura do Km 70, nas proximidades do acesso à indústria.

A Polícia Rodoviária Federal informou que negociou com os manifestantes a liberação de uma faixa da rodovia. O tráfego deve seguir em meia pista até por volta das 15h30, segundo a PRF.

Em nota, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba e Região, Sérgio Butka, diz que “Lula representa a todos que lutam por uma sociedade mais democrática e justa e, por isso, sua prisão acelerada e sem fundamentos não pode ser aceita de cabeça baixa pelos trabalhadores de todo o Brasil.”

Deixe seu comentário